>

'

Lavoura e Senzala Hi-Tech dividem noite no Jazz nos Fundos

Senzala Hi-tech e Lavoura, dois nomes da cena de São Paulo que bebem do jazz, hip hop e afrofuturismo se apresentam na mesma noite no Jazz nos Fundos, pelo projeto Quintemporâneas, no dia 7/6.

 O Lavoura lança no dia 5/6, nas principais plataformas digitais, o compacto digital “Mirã vol. 1″, com dois singles, parte de um projeto em que a banda se inspira no futurismo indígena. O material novo já pode ser ouvido no site do Lavoura.
Já o Senzala, lança seu terceiro single nesta sexta (25), “Mercadores da Noite”. O coletivo de hip hop percussivo prepara seu segundo álbum, com lançamento previsto para o segundo semestre de 2018.
Na série de singles iniciada com “Ametista” e “MM Moods”, que integra o projeto Mirã (futuramente em tupi-guarani), o Lavoura mostra pesquisas relacionadas à música de matriz africana, música latina e p-funk.

SERVIÇO

Lavoura e Senzala Hi-Tech no Jazz nos Fundos
7 de junho

Abertura da casa: 20h
Senzala Hi-Tech: 21h
Lavoura: 23h
30
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 742 – Pinheiros

Sobre o Lavoura

Surgido em 2003, batizado em homenagem ao romance Lavoura Arcaica, de Raduan Nassar, no contexto da cultura do sample e da estética do arrastão, o Lavoura sempre atuou nas zonas fronteiriças da eletrônica, jazz, cultura popular, brasilidades, latinidades, da herança indígena e dos africanismos.Em 2005, dois anos após ser criado como dupla e lançar a demo Raízes Aéreas (2003) e o álbum Máquinas Híbridas (2004), o grupo se estabeleceu como um quarteto e passou a soar mais orgânico, mesclando groove setentista com eletrônica e se aproximando de subgêneros como soulful jazz, nu jazz, broken beats e future jazz.
Esta formação de quarteto durou nove anos e resultou em Kosmophonia (2008) e Nu Steps (2011). O grupo passou a ser um quinteto em Photosynthesis (2014) e um septeto na série de singles Mirã, que se inicia com Ametista e MM Moods.
As novas composições representam um avanço em relação à complexidade rítmica, harmônica e melódica. Ao fundir gêneros, estilos, territórios e ambiências, o Lavoura vai além de classificações e cria trilhas sonoras para filmes imaginários.
O Lavoura é formado por Caleb Mascarenhas (synths, beats); Fabiano Alcântara (baixo), Fernando TRZ Falcoski (synths, piano elétrico, beats); Junião (percussão, beats); Marcelo Monteiro (sax, flauta); Thiago Duar (guitarra, beats) e Paulo Pires (bateria, drum machine, beats).

Links:

Lavoura ao vivo com MC Sombra @ Sesc Belenzinho

Sobre o Senzala Hi-Tech

O Senzala Hi-tech tem uma formação bem diferente e curiosa. Foi idealizado pelo atleta de taekwondo Diogo Silva, medalha de ouro nos Jogos Panamericanos de 2007, pelo rapper Sombra , integrante do grupo de rap tradicional SNJ, o produtor e músico Minari Groove Box (SNJ) e pelo cartunista e percussionista Junião (Lavoura).
Fortemente influenciado pela música e pelas artes visuais da África às Américas, o Senzala Hi-Tech não se limita apenas a misturar as batidas de hip hop aos diversos ritmos herdados de todos esses povos e enraizados na cultura brasileira. Queremos unir afrobrasilidades e afrolatinidades, somar a sonoridade e a história do jongo, do coco e do maracatu às sonoridades da salsa, do dub, do funk, da música árabe, do samba e do que mais tiver a ver com a gente. Sempre absorvendo influências desse caldeirão de culturas que é a cidade de São Paulo.
De modo multifacetado expressamos nossas ideias, unindo música e arte em um afrofuturismo que define a identidade visual do coletivo. Os tambores e demais adereços rústicos e analógicos se aliam ao som digital da batida do hip hop e demais interferências eletrônicas. Assim cantamos nossas raízes, falamos de nosso cotidiano e lutamos pela liberdade de pensamento usando a força da música, da crítica social, do humor e da tecnologia para levar a nossa mensagem ao mais longe possível.
Durante os três séculos de escravidão no Brasil, a Senzala era o lugar em que se confinava o negro em situação de extrema precariedade e humilhação, muitas vezes acorrentado. Hoje, queremos converter a Senzala em símbolo de resistência, pois foi nela que aprendemos que somente permanecendo juntos podemos lutar por Liberdade, Identidade e Justiça.
A luta continua hoje por meio da nossa música, dos nossos sonhos, da nossa caminhada e realizações.

Links

Shows ao vivo
. Programa Manos e Minas (TV Cultura) na íntegra: https://bit.ly/2b4IMhG
. Programa Manos e Minas (TV Cultura) por faixa músical: https://bit.ly/2q9GNzO
. Show Sesc Belenzinho: https://bit.ly/2HeAwKl
. Canal no Youtube: https://bit.ly/1L0XfCk

No comments were made yet. Be the first!

Leave a reply

À
5

Please Wait...