>

'

KOSMOPHONIA

KOSMOPHONIA (2008)

“Kosmophonia”, segundo álbum do grupo, avança em organicidade, e se aproxima da experiência do ao vivo com grooves setentistas sólidos na cama de baixo e bateria e uma parede psicodélica de sintetizadores, guitarras e pianos elétricos.
Entre as referências do trabalho estão a arquitetura e as paisagens dascidades do interior e das metrópoles, a aproximação entre a linguagem da cultura popular e a cultura do remix – em ambas a noção de autoria se dissolve, manifestações ancestrais já tinham o seu Creative Commons -, a experiência do palco e das viagens da banda. Percebe-se nesse disco que o uso de samples em profusão - recorrente no trabalho anterior “Máquinas Híbridas” - dá lugar para harmonias minimalistas e uma pegada mais jazzy e sintética.
O resultado é uma musicalidade apurada, que pode ser curtida por humanos e robôs, no sofá da sua casa ou em pistas de dança desta ou de outras galáxias.

Clique aqui para ouvir o álbum